inicio 
Matérias
Bienal do Livro 2007
Amigos para sempre
Regina Zappa conversa sobre João Cabral de Melo Neto com José Castello , escritor e crítico literário.
 
Literatura na Rede
Beatriz Resende conversa com Cecília Giannetti, Ricardo Noblat, Ricardo Neves e Dodô Azevedo sobre literatura na internet.
 
Questão de Intimidade
Santiago Nazarian, Cristovão Tezza e Kledir Ramil conversam sobre a interiorização na produção literária. Romantismo, objetividade e subjetividade.
 
Atras dessa lente...
Arthur Dapieve conversa com Herbert Vianna. Bi e Maurício Valadares no lançamento do livro Paralamas do Sucesso.
 
Uma arquitetura humana
André C. do Lago, Ricardo Legorreta e Caíque Niemeyer - no lançamento dos livros Oscar Niemeyer - Uma Arquitetura da Sedução e Ricardo Legorreta - Sonhos Construídos.
 
Líquido e certo
Alberto Goldin, Ana Beatriz Silva, Içami Tiba, Fabrício Carpinejar e Zíbia Gasparetto falam sobre a juventude na atualidade.
 
 
Escrevem aqui

sergiofonseca
ane aguirre

 
Sites Parceiros
 
 
 
 
"Atrás dessa lente tem um cara legal"
Por Ane Aguirre
[Herbert Vianna - Foto: Sergio Fonseca]

Foi no auditório Machado de Assis nesta terça-feira que o público da Bienal do Rio marcou encontro com Herbert Vianna e Bi Ribeiro, integrantes da banda Paralamas do Sucesso. O Baroni estava se recuperando de um probleminha de saúde, por isso não estava lá.

Quem puxou a conversa foi o jornalista Arthur Dapieve e quem deu motivo foi Maurício Valladares que estava bem acomodado no sofá, pronto para contar tudo. Na verdade, ele já contou. A trajetória da banda desde 1982 até 2006 está registrada em mais de 300 fotografias no livro Paralamas do Sucesso, lançado no início do ano com a colaboração de Ricardo Leite, designer das capas dos CDs do grupo e texto de Arthur Dapieve. O bate-papo foi inteligente, divertido e, claro, emocionante.

[Bi e Maurício Valadares - Foto: Sergio Fonseca]        [Arthur Dapieve - Foto: Sergio Fonseca]

[Herbert Vianna - Foto: Sergio Fonseca]

Sim, eles tocaram e cantaram para a alegria de todos. Quem estava lá cantou junto: Assaltaram a gramática, Meu erro, A novidade, Uma brasileira e Lanterna dos afogados. Para finalizar a dupla fez homengem ao amigo fotógrafo com Pinball wizard, do The Who, que ouviram primeiro através de Maurício. Também ouvimos mensagens para o Brasil, para Brasília, para um pouco mais de 300 picaretas...

O livro maneiro é das Editoras Senac Rio e Jaboticaba.
Tem 240 páginas, custa R$ 89,90.

Publicado em 20.09.2007
Paralelos; Globo On
    contato@recorte.org